11| Notícias da Época - 15.11.1881

   No dia 12 do corrente, houve tambem em Vianna um incendio que d'alli narram do seguinte modo:

«Pelas 12 horas da manhã, deram as torres signal de incendio, que se manifestára em uma porção avultada de rama de pinheiro existente nos baixos da casa de habitação e estabelecimento de padaria do sr. Pedro Martins Branco, à rua da Piedade.
Apenas soaram os primeiros toques compareceu no local do sinistro a corporação de bombeiros municipaes com as suas bombas e carro d'aprestos e pouco depois chegou também a bomba da Associação de Bombeiros Voluntarios, acompanhada pelo seu digno commandante e quasi todos os socios activos, a força de porta machados de infantaria 3,um piquete do mesmo regimento, o sr. vereador do pelouro dos incendios e as autoridades administrativas.
O serviço de extinção, tanto da parte dos valentes bombeiros municipaes como dos briosos voluntarios, foi prompto, efficaz e bem dirigido, e a isso se deve não ter o incendio assumido as porções que eram de reciar em uma tamanha porção de combustivel armazenado em um predio de vastaas dimensões.
Informam-nos que os prejuizos são calculados em 200$000 reis. O predio acha-se seguro na companhia Garantia, do Porto.»




(do "O Bombeiro Portuguez" Folha Quinzenal - Porto - 15 de Novembro de 1881, nº 16 - 5 anno)


  • Rua dos bombeiros
    4900-533 Viana do Castelo

Sobre nós

Solidariedade, Humanismo e Voluntariedade, vectores de primordial importância, valores que terão ser passado eternamente para os actuais e vindouros que connosco queiram partilhar os seus momentos, os seus ideais.

Redes Sociais
Certificação de Qualidade
© Copyright Institucional
Continuar a navegar no nosso website implica a aceitação da nossa Política de Cookies - Saiba mais aqui